OS 5 PILARES DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

A Inteligência Emocional é o principal fator para gerar sucesso ou fracasso, pois é necessário ter equilíbrio em todas as emoções para poder mostrar clareza e discernimento frente os acontecimentos do dia a dia.

Para termos nossa Inteligência Emocional desenvolvida é necessário desenvolver certas habilidades, pois com elas conseguimos nos conhecer e nos relacionarmos com as pessoas.   Esse conjunto de habilidades foi estudado e definido pelo Psicólogo Americano Daniel Goleman, e largamente difundidos, sendo ele o precursor de todos os estudos relacionados a Inteligência Emocional.

Essas habilidades são chamadas também de “PILARES DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL”:

1 – AUTOCONHECIMENTO EMOCIONAL (Autoconsciência):

Autoconhecimento emocional é estar ciente e presente quando suas emoções estiverem acontecendo, é perceber a emoção enquanto ela estiver acontecendo, é ter ciência disso. Sem essa percepção é impossível pensar em uma inteligência emocional eficiente e madura. Como você vai conseguir administrar seu medo, sua raiva, tristeza ou fúria se você não tiver ciência que elas estão acontecendo?  O autoconhecimento, o saber o que te faz bem e o que te prejudica, te incomoda, é o primeiro passo para uma administração melhor das próprias emoções.

2 – CONTROLE EMOCIONAL (Administrar as próprias emoções):

Lidar com as próprias emoções é fundamental. Combater os sentimentos no momento de seu desenvolvimento, é não aceitar que certos sentimentos importunem seu bem estar.   É impossível evitar certos sentimentos, mas é possível controlar a reação que vem após a manifestação deste sentimento.

3 – AUTOMOTIVAÇÃO:

A partir do autoconhecimento e do entendimento de si mesmo você consegue entender qual é a sua grande motivação e colocar isso ou não ao seu favor. O ser humano costuma fazer o que faz por conta de duas coisas: Ir em busca de um desejo/prazer ou fugir de uma dor.  A capacidade de se auto motivar e buscar sempre os objetivos para seguir em frente, seja para fugir de uma dor, seja para crescer e evoluir, consequentemente ter prazer, é uma habilidade que faz toda a diferença na vida de uma pessoa, pois dores sempre vão existir e sonhos por coisas melhores também, cabe a cada um se motivar e ir além ou ficar parado e não ter motivação para nada ficando sempre da forma que está.

4 – EMPATIA (Consciência das emoções do outro):

Ter empatia significa ter a percepção do sentimento das outras pessoas, conseguir se colocar no lugar do outro, conseguir reconhecer as emoções dos outros e entender seus comportamentos; porém, para algumas pessoas é difícil conseguir pensar em como os outros estão se sentindo ou como irão se sentir depois de alguma ação ou acontecimentos, consequentemente tem dificuldade em manter relacionamentos saudáveis.

5 – DESENVOLVER RELACIONAMENTOS INTERPESSOAIS:

Desenvolver relacionamentos interpessoais é saber ter boas relações com pessoas, é guiar as emoções dos outros, é criar ambientes positivos a sua volta com as pessoas de seu convívio, pois isso melhorará a qualidade de vida.  Estamos falando de uma habilidade interpessoal e isso exige paciência, calma e empatia para entender os sentimentos, causas e condições das outras pessoas. Essa habilidade não é fácil, justamente pela sua sofisticação de ter que lidar com quase todos os outros pilares citados anteriormente.

 

Agora que já conhecemos as habilidades que nossa Inteligência Emocional precisa ter para continuar se desenvolvendo e evoluir, é nosso dever praticarmos e nos conhecermos cada dia mais para buscarmos o sucesso da vida.

SANDRA BALDIN.

Categorias: Inteligência Emocional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *