INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS

VOCÊ SABIA QUE TODOS NÓS TEMOS 9 TIPOS DE INTELIGÊNCIA?

E QUE A PARTIR DESTAS 9, DESENVOLVEMOS OUTRAS?

Para entendermos melhor a área das inteligências e como funciona, é importante voltarmos ao início da década de 1980, quando o psicólogo e neurocientista norte-americano Howard Gardner publicou seus estudos sobre as inteligências múltiplas, em que defendia que todas as pessoas possuem cada um dos sete tipos de inteligência; e, em 1999, acrescentou mais duas. Embora cada tipo seja mais desenvolvido em algumas pessoas do que em outras, todos os nove tipos têm a mesma importância. Não há uma mais valiosa que a outra, pois precisamos de todas para enfrentar a vida, independente da profissão ou área de estudo.

O  que vai mudar de pessoa para pessoa, será o desenvolvimento de cada uma, tanto por instinto próprio, quanto por vontade de desenvolver a habilidade de alguma das inteligências.

Vejamos os 9 tipos de Inteligências, segundo Gardner:

– inteligência linguística

– inteligência lógico-matemática

– inteligência espacial

– inteligência musical

– inteligência corporal e sinestésica

– inteligência naturalista

– Inteligência existencialista

– Inteligência intrapessoal

– Inteligência interpessoal

A partir do momento que entendemos que todas essas inteligências fazem parte de nós, podemos fazer uma auto análise e descobrir qual delas mais se sobressai em nós e qual delas necessita de auxílio para se desenvolver.

Após este entendimento, passamos a ter dois caminhos:

  • Pegar a ou as, inteligências que nos sobressaímos, que temos “facilidade” ou que estão mais desenvolvidas e buscar ferramentas para aprimorá-las ainda mais. É transformar o que somos de bom em ótimo. É Desenvolver o que já temos de sobressalente, para que sejamos especialistas em determinada área.
  • Buscar desenvolver as inteligências que entendemos que não temos habilidades, mas aqui precisamos ter cuidado, pois, desenvolver uma habilidade é algo que leva tempo, esforço, disciplina, e para isso precisamos ter muito clara a consciência se realmente isso é necessário, se aperfeiçoar determinada Inteligência é ou não essencial para nossa vida.

Destas inteligências, resultam outras, como por exemplo, se juntarmos a Inteligência Pessoal com a Inteligência Interpessoal, o resultado será o desenvolvimento de nossa Inteligência Emocional (Inteligência a qual escrevi um livro sobre e que já desenvolvi vários artigos neste blog).

O importante é cada pessoa, entender a si mesmo, conhecer-se, para então buscar pelo desenvolvimento e aperfeiçoamento do que julgar necessário para si, para seu crescimento, para sua evolução, como pessoas, como ser Humano e assim, fazer a diferença em seu mundo, seu espaço, sua vida.

 

Categorias: Inteligências Múltiplas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *